Os vinte e sete contos de Giancarlo Reis circundam por uma epifania própria, a sensação de que, sim, a vida é esta, a vida é isso, estamos presos àquela cruel dimensão espaço-tempo e não teremos outra chance. Talvez o número 27 seja exatamente a conta dos anos de um jovem adulto, quando comumente percebe essa sensação atropelar seus sentidos. Pessoas simples, em empregos nada inspiradores, sem perspectiva de que algo possa mudar para melhor. A vida muda para melhor? “Às vezes queria fazer como esse que acaba de passar na bicicleta, os braços cruzados, sem preocupação em cair enquanto pedala pela vida”. Vigias, atendentes, garçonetes, ex-formandos de uma faculdade de Turismo, motoristas de aplicativo, candidatos que passaram no concurso que não chamou. Gente que achou que poderia dar certo, que teve o incentivo dos pais e dos avós, o famoso “agora vai”. Os contos de Giancarlo Reis arrancam sentimentos, sensações, percepções e resignações. A indignação já ficou para trás. Compreende-se, com a avó, que a vida pode ser apenas algo “para deliciar-se com o trabalho, com a luta e o amor”. A compreensão de que “nascemos para isso e nada mais”.

Nascido em Sete Lagoas (MG) em 1979, Giancarlo Reis foi apresentado aos livros pela mãe professora e com eles sempre esteve junto. Formou-se em Jornalismo pela PUC-Minas e estudou na Faculdade de Letras da UFMG. Morou e atuou na área de hospitalidade na Inglaterra, Estados Unidos, Irlanda e Nova Zelândia (o tempo de desemprego no Brasil é seu mais assustador desafio). Entusiasta de idiomas estrangeiros e diferentes culturas, cultivou amizades nos quatro continentes onde esteve, nos três navios cruzeiros em que trabalhou. Em seu tempo livre, gosta de esportes, filmes, rock ’n roll clássico, História, Filosofia e Astronomia. Gostaria de ter contribuído mais para a sociedade. Seu e-book de contos ‘Algumas Pessoas Estão Presas’ é o seu primeiro livro. Reside na Austrália.

Edição: 1a. | Ano: 2019 | e-ISBN: 9788556622037

EBOOK: Algumas pessoas estão presas
EBOOK: Algumas pessoas estão presas

Os vinte e sete contos de Giancarlo Reis circundam por uma epifania própria, a sensação de que, sim, a vida é esta, a vida é isso, estamos presos àquela cruel dimensão espaço-tempo e não teremos outra chance. Talvez o número 27 seja exatamente a conta dos anos de um jovem adulto, quando comumente percebe essa sensação atropelar seus sentidos. Pessoas simples, em empregos nada inspiradores, sem perspectiva de que algo possa mudar para melhor. A vida muda para melhor? “Às vezes queria fazer como esse que acaba de passar na bicicleta, os braços cruzados, sem preocupação em cair enquanto pedala pela vida”. Vigias, atendentes, garçonetes, ex-formandos de uma faculdade de Turismo, motoristas de aplicativo, candidatos que passaram no concurso que não chamou. Gente que achou que poderia dar certo, que teve o incentivo dos pais e dos avós, o famoso “agora vai”. Os contos de Giancarlo Reis arrancam sentimentos, sensações, percepções e resignações. A indignação já ficou para trás. Compreende-se, com a avó, que a vida pode ser apenas algo “para deliciar-se com o trabalho, com a luta e o amor”. A compreensão de que “nascemos para isso e nada mais”.

Nascido em Sete Lagoas (MG) em 1979, Giancarlo Reis foi apresentado aos livros pela mãe professora e com eles sempre esteve junto. Formou-se em Jornalismo pela PUC-Minas e estudou na Faculdade de Letras da UFMG. Morou e atuou na área de hospitalidade na Inglaterra, Estados Unidos, Irlanda e Nova Zelândia (o tempo de desemprego no Brasil é seu mais assustador desafio). Entusiasta de idiomas estrangeiros e diferentes culturas, cultivou amizades nos quatro continentes onde esteve, nos três navios cruzeiros em que trabalhou. Em seu tempo livre, gosta de esportes, filmes, rock ’n roll clássico, História, Filosofia e Astronomia. Gostaria de ter contribuído mais para a sociedade. Seu e-book de contos ‘Algumas Pessoas Estão Presas’ é o seu primeiro livro. Reside na Austrália.

Edição: 1a. | Ano: 2019 | e-ISBN: 9788556622037