Uma pandemia devastadora assola o mundo no final de 2019, em cada canto do planeta, ceifando milhões de vidas. O vírus mortal transforma o cotidiano de cada ser humano, de múltiplas formas, mergulhando-o numa viagem interior de questionamentos e sentidos. A autora, durante este longo confinamento, também adentra as neblinas circulares das suas memórias, tecendo um delicado fio desde a sua infância aos dias de hoje. 'As neblinas circulares' de Maria Beatriz Bastos é uma obra delicada e singela, que desperta a imediata empatia do leitor para conhecer a vida de uma menina adotada por uma severa ex-freira. A menina se transforma em uma ávida consumidora de livros ainda na infância e, mais tarde, se revela a doce mãe de duas crianças nascidas de gestações difíceis, a última, desencadeando um duro momento de depressão pós-parto. A narrativa leva o leitor a participar de uma longa sessão de terapia com a doutora Luzia, na tentativa de resgate das suas memórias afetivas, algumas com ecos fortes no inconsciente, cheias de desdobramentos, que culminam num complexo momento de isolamento social ao longo das incertezas da pandemia. Assim, o leitor é capaz de acompanhar a narradora-protagonista em seu conturbado e intenso processo de autoconhecimento.

Maria Beatriz Bastos nasceu em Paratinga, Bahia, cidade localizada às margens do Rio São Francisco. Foi trazida com um ano de idade para a cidade de Piranga, interior de Minas Gerais, onde foi criada até os dezessete anos, quando se mudou para Viçosa para fazer o curso de Letras, na UFV. Posteriormente, concluiu o mestrado e o doutorado em Literatura Comparada, na UFMG. Sua escrita se constrói a partir desses horizontes férreos das Minas, com o sangue da alteridade cafuza, afrodescendente e indígena, a partir do seu cotidiano de nômade urbana.
 

Edição: 1 | Ano: 2021 | ISBN: 9786586324815

As neblinas circulares

R$45,90
Frete grátis
As neblinas circulares R$45,90

Uma pandemia devastadora assola o mundo no final de 2019, em cada canto do planeta, ceifando milhões de vidas. O vírus mortal transforma o cotidiano de cada ser humano, de múltiplas formas, mergulhando-o numa viagem interior de questionamentos e sentidos. A autora, durante este longo confinamento, também adentra as neblinas circulares das suas memórias, tecendo um delicado fio desde a sua infância aos dias de hoje. 'As neblinas circulares' de Maria Beatriz Bastos é uma obra delicada e singela, que desperta a imediata empatia do leitor para conhecer a vida de uma menina adotada por uma severa ex-freira. A menina se transforma em uma ávida consumidora de livros ainda na infância e, mais tarde, se revela a doce mãe de duas crianças nascidas de gestações difíceis, a última, desencadeando um duro momento de depressão pós-parto. A narrativa leva o leitor a participar de uma longa sessão de terapia com a doutora Luzia, na tentativa de resgate das suas memórias afetivas, algumas com ecos fortes no inconsciente, cheias de desdobramentos, que culminam num complexo momento de isolamento social ao longo das incertezas da pandemia. Assim, o leitor é capaz de acompanhar a narradora-protagonista em seu conturbado e intenso processo de autoconhecimento.

Maria Beatriz Bastos nasceu em Paratinga, Bahia, cidade localizada às margens do Rio São Francisco. Foi trazida com um ano de idade para a cidade de Piranga, interior de Minas Gerais, onde foi criada até os dezessete anos, quando se mudou para Viçosa para fazer o curso de Letras, na UFV. Posteriormente, concluiu o mestrado e o doutorado em Literatura Comparada, na UFMG. Sua escrita se constrói a partir desses horizontes férreos das Minas, com o sangue da alteridade cafuza, afrodescendente e indígena, a partir do seu cotidiano de nômade urbana.
 

Edição: 1 | Ano: 2021 | ISBN: 9786586324815