A China é aqui. Em ‘A festa de um homem só’, Lao Ma nos oferece uma série de breves relatos que capturam, nos pequenos detalhes do cotidiano, uma China ao mesmo tempo estranha e familiar. Combinando a leveza do humor com o absurdo dos meandros políticos chineses, Lao Ma nos conduz, de conto em conto, através da história recente de um país que está outra vez ocupando uma posição de destaque no imaginário global. Segundo o próprio autor, são narrações belas, tristes, perspicazes e humorísticas que não pertencem somente ao povo chinês, mas sim a qualquer leitor e a qualquer povo que possa se sentir identificado e tocado por elas. O leitor reconhecerá nesses contos a impotência e a raiva provocadas pela corrupção endêmica, a generosidade de vizinhos, o labirinto do funcionalismo público, a mesquinharia de pequenos funcionários, o prazer de uma boa refeição, o silêncio entre amigos, a claustrofobia de um ônibus lotado às seis da tarde e a melancolia de tempos passados. ‘A festa de um homem só’ é, ao mesmo tempo, uma aula de história e um exemplo do prazer da leitura.

Lao Ma (劳马), pseudônimo de Ma Junjie (马俊杰), foi professor de literatura na Universidade Renmin da China e atualmente é Vice-Secretário da pasta de Educação e membro do Comitê Central da Associação Chinesa de Escritores. Conhecido como o pai do microconto na China, iniciou sua prolífica carreira literária na década de noventa e já conta com centenas de textos publicados entre contos, novelas e ensaios. Suas obras foram traduzidas ao coreano, japonês, vietnamita, mongol, hindi, inglês, francês e espanhol, entre outros. ‘A festa de um homem só’ reúne cinco de seus mais célebres livros. É o primeiro livro de Lao Ma traduzido para o português, diretamente do chinês por Caio Yurgel.

Edição: 1 | Ano: 2020 | ISBN: 9786586324303

A festa de um homem só
R$65,90
Frete grátis
Quantidade
A festa de um homem só R$65,90

A China é aqui. Em ‘A festa de um homem só’, Lao Ma nos oferece uma série de breves relatos que capturam, nos pequenos detalhes do cotidiano, uma China ao mesmo tempo estranha e familiar. Combinando a leveza do humor com o absurdo dos meandros políticos chineses, Lao Ma nos conduz, de conto em conto, através da história recente de um país que está outra vez ocupando uma posição de destaque no imaginário global. Segundo o próprio autor, são narrações belas, tristes, perspicazes e humorísticas que não pertencem somente ao povo chinês, mas sim a qualquer leitor e a qualquer povo que possa se sentir identificado e tocado por elas. O leitor reconhecerá nesses contos a impotência e a raiva provocadas pela corrupção endêmica, a generosidade de vizinhos, o labirinto do funcionalismo público, a mesquinharia de pequenos funcionários, o prazer de uma boa refeição, o silêncio entre amigos, a claustrofobia de um ônibus lotado às seis da tarde e a melancolia de tempos passados. ‘A festa de um homem só’ é, ao mesmo tempo, uma aula de história e um exemplo do prazer da leitura.

Lao Ma (劳马), pseudônimo de Ma Junjie (马俊杰), foi professor de literatura na Universidade Renmin da China e atualmente é Vice-Secretário da pasta de Educação e membro do Comitê Central da Associação Chinesa de Escritores. Conhecido como o pai do microconto na China, iniciou sua prolífica carreira literária na década de noventa e já conta com centenas de textos publicados entre contos, novelas e ensaios. Suas obras foram traduzidas ao coreano, japonês, vietnamita, mongol, hindi, inglês, francês e espanhol, entre outros. ‘A festa de um homem só’ reúne cinco de seus mais célebres livros. É o primeiro livro de Lao Ma traduzido para o português, diretamente do chinês por Caio Yurgel.

Edição: 1 | Ano: 2020 | ISBN: 9786586324303